Vídeo

Identificação de Base

Identificação de base
   Olá galerinha!! Vocês já devem estar familiarizados com substâncias do tipo Ácido e Base, certo? Mas como somos muito legais vamos fazer um pequeno remember. Ácidos e bases são Funções, servem para agrupar substâncias que tenham características semelhantes. Os ácidos, como característica geral são substâncias que apresentam sabor azedo. Todo ácido inorgânico tem sua fórmula iniciada por H, que vai garantir a formação de íons H+ quando o ácido sofrer ionização em água (isto é, quando as substâncias que o formam se dissociarem ou separarem), sendo justamente a quantidade de H+ que se formará, a base para saber se um ácido é forte ou fraco. Ex: HCl, HF, HNO3, etc. As bases têm sabor adstringente (aquela sensação de “amarrar” a boca sabe?), e no processo de dissociação elas liberam o íon OH-, sendo assim a fórmula de toda base inorgânica termina com OH. Ex: NaOH, KOH, Ca(OH)2, etc. É atravéz da quantidade de H+ de uma substância que podemos classifica-la usando a escala de pH, ela varia de 0 a 14, e se aplica da seguinte maneira: quanto mais perto do 0 está o pH de um composto, mais ácido ele é, e quanto mais perto do 14, mais básico ele é, usamos também o meio da escala, 7, para identificar compostos neutros.
   Bom, o que ajuda a identificar uma substância entre básica ou ácida, já que grande parte delas você não poderá provar para classifica-la, são os indicadores químicos, substâncias que reagem de maneira diferente na presença de substâncias com pH diferentes, o exemplo mais conhecido é a fenoftaleína, que apresenta cor rosa em meio básico e permanece transparente em meio ácido ou neutro. Nós fizémos uma pequena demonstração:

Primeiro foi colocado fenoftaleína, depois ácido clorídrico, para demonstrar como a substância permanece transparente, e por último hidróxido de sódio, mudando a cor para rosa. Simples né?
Citação

Por que a espuma do sabão é sempre branca?

BEBE NO BANHO CHEIO DE ESPUMA-LINDO!!!

E aí moçadinha, beleza? Mais uma curiosidade pra vocês que curtem saber de “informação inútil, mas útil”.

Bom, acho que já notaram quando vocês estavam no banhinho, ou lavando a mão, com aqueles sabonetes coloridos, tipo aqueles Lux, ou aqueles sabonetes líquidos que a vovó faz e tals, que quando vocês esfrega a espuma sempre sai branca. A pergunta é, por quê ? Tenho certeza que vocês nunca pararam pra pensar sobre isso, ou seu subconsciente já mostrava que você sabia. Bom,  isso é causado principalmente pela dissolução dos corantes na água (pois eles são bem solúveis). Outro fator, é porque as bolhas que formam a espuma são bem fininhas. Segundo o químico da USP, Massuo Jorge Kato, “A cor, que já não era tão forte depois de ter sido diluída, torna-se ainda mais fraca nessa camada fina”. Desse jeito,  cada bolhinha da espuma fica quase transparente. Apesar disso, vocês devem estar se perguntando  “por que a espuma é branca, e não translúcida como uma bolha isolada?”  É que cada bolha desvia pelo menos um pouquinho dos raios de luz que chegam até ela, e quando se juntam incontáveis bolhinhas, como na espuma, os raios acabam sendo “jogados” para todos os lados, como se estivessem em um jogo de espelhos. Como cada um desses raios corresponde a uma cor diferente, todos os tons possíveis são refletidos para os nossos olhos ao mesmo tempo. E adivinhe qual é a cor que surge da junção de todas as outras? É isso mesmo, a branca.

Essa informação foi retirada do site “Mundo Estranho” (http://mundoestranho.abril.com.br), adaptada por nós (claro). Lá, você ainda pode encontrar várias curiosidades, não só de química, mas de outras ciências.